Mande uma mensagem: (86) 99917-9916

É amplamente reconhecido que uma das principais fontes da aprendizagem e manutenção de comportamentos são os pais, a partir deste reconhecimento faz-se necessário o treinamento parental ou coaching parental. O treinamento parental consiste em orientar os familiares de uma criança sobre inclusão e contexto escolar, relação entre práticas disciplinares e educativas dos pais e comportamentos adequados e inadequados da criança, orientações sobre estratégias e manejo comportamental e influências do estresse familiar e de fatores familiares sobre o comportamento dos filhos. Tal treinamento pode ser personalizado de acordo com o transtorno ou dificuldade apresentada pela criança, essa personalização acontece através da exposição de características comuns do transtorno e da aprendizagem voltados para demandas específicas e destacando o como fazer.

Psicologia Clínica Infantil Comportamental

A psicologia clínica infantil comportamental é uma modalidade da psicologia clínica que atua com pessoas até 12 anos de idade se utilizando de ferramentas lúdicas para explorar a forma como a mesma se relaciona consigo e com o ambiente que a rodeia, objetivando desenvolver métodos que visam aprimorar a sua interação com o que lhe é interno (como seus sentimentos) e também com o que lhe é externo (como sua relação com as pessoas).  A psicoterapia comportamental infantil, é fundamentada em princípios teóricos advindos de vastas pesquisas experimentais e/ou observacionais, acaba por intervir não apenas na criança em si, mas na sua inter-relação com o meio. Tais princípios podem ser exemplificados como os processos de aprendizagem social, cognitiva e comportamental, dados de origem biológica, perceptual, motivacional e de desenvolvimento. 

O Autismo e a Intervenção do Psicólogo Clínico Comportamental Infantil

O autismo é caracterizado por um conjunto de sintomas sendo assim chamado de Transtorno do Espectro Autista (TEA). Dentre os principais sintomas estão prejuízos qualitativos na interação social, associados a comportamentos repetitivos e interesses restritos pronunciados. É importante evidenciar que esses comportamentos costumam se manifestar no início da infância. Devido à enorme variabilidade em termos de comportamento (gravidade dos sintomas), cognição e mecanismos biológicos dispõe-se de avaliações individualizadas para propor a melhor composição de um acompanhamento para o caso.